31 de dezembro de 2011

Daniel Piza



                                                                 *1970           +2011

23 de dezembro de 2011

Jesus Cristo Nasceu

Muitas felicidades para todos e que todos os seus sonhos se tornem realidade e que a paz reine entre nós.

Roberto Facoro

Sarau das Bruxas

13/01 às 19 h

POESIA - MÚSICA - DANÇA

Local: Imprensa Café  – Galeria Angelina – Centro – Cubatão

Venham prestigiar os artistas da cidade e da região.


Realização: Edie Ferrih Eventos Produção e Arte e Jornal Vila Nova



4 de dezembro de 2011

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira - (Doutor Sócrates)



                                               *Belém - 19/02/1954     +São Paulo - 04/12/2011

3 de dezembro de 2011

Sarau de Baco


09/12 às 19 h


Local: Imprensa Café – Galeria Angelina – Centro – Cubatão


Venham curtir um início de noite de uma forma poética.


Organização: Edi Ferri Produções

2 de dezembro de 2011

Conheça os senadores que votaram contra a PEC do Diploma

               A exigência do diploma de curso de nível superior em jornalismo para exercício da função de jornalista foi aprovada, em primeiro turno, pelo Senado na última quarta-feira (30). A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 33/2009 recebeu sete votos contrários. Saiba quem votou contra a nossa luta:


Senador Aloysio Nunes Ferreira PSDB/SP

nome civil: Aloysio Nunes Ferreira Filho


data de nascimento: 05/04/1945


partido / UF: PSDB / SP


naturalidade: São José do Rio Preto (SP)


endereço parlamentar: Anexo I, 9o. andar salas 1 a 6


telefones: (61) 3303-6063/6064


FAX: (61) 3303-6071


correio eletrônico: aloysionunes.ferreira@senador.gov.br






Senador Demóstenes Torres DEM/GO


nome civil: Demóstenes Lazaro Xavier Torres


data de nascimento: 23/01/1961


partido / UF: DEM / GO


naturalidade: Anicuns (GO)


endereço parlamentar: Ala Afonso Arinos Gabinete 13


telefones: (61) 3303-2091 a 2099


FAX: (61) 3303-2964


correio eletrônico: demostenes.torres@senador.gov.br





Senador Fernando Collor PTB/AL


nome civil: Fernando Affonso Collor de Mello


data de nascimento: 12/08/1949


partido / UF: PTB / AL


naturalidade: Rio de Janeiro (RJ)


endereço parlamentar: Anexo I, 13º andar


telefones: (61) 3303-5783/5786


FAX: (61) 3303-5789


correio eletrônico: fernando.collor@senador.gov.br





Senador Jarbas Vasconcelos PMDB/PE


nome civil: Jarbas de Andrade Vasconcelos


data de nascimento: 23/08/1942


partido / UF: PMDB / PE


naturalidade: Vicência (PE)


endereço parlamentar: Ala Senador Dinarte Mariz, gab. 04


telefones: (61) 3303-3245


FAX: (61) 3303-1977


correio eletrônico: jarbas.vasconcelos@senador.gov.br





Senadora Kátia Abreu PSD/TO


nome civil: Kátia Regina de Abreu


data de nascimento: 02/02/1962


partido / UF: PSD / TO


naturalidade: Goiânia (GO)


endereço parlamentar: Ala Senador Teotônio Vilela, gab. 04


telefones: (61) 3303-2464 / 3303-2708


FAX: (61) 3303-2990


correio eletrônico: katia.abreu@senadora.gov.br







Senador Renan Calheiros PMDB/AL


nome civil: José Renan Vasconcelos Calheiros


data de nascimento: 16/09/1955


partido / UF: PMDB / AL


naturalidade: Murici (AL)


endereço parlamentar: Anexo I - 15º andar


telefones: (61) 3303-2261/2263


FAX: (61) 3303-1695


correio eletrônico: renan.calheiros@senador.gov.br





 
Senador Roberto Requião PMDB/PR


nome civil: Roberto Requião de Mello e Silva


data de nascimento: 05/03/1941


partido / UF: PMDB / PR


naturalidade: Curitiba (PR)


endereço parlamentar: Ala Senador Teotônio Vilela, Gab. 18


telefones: (61) 3303-6623/6624


FAX: (61) 3303-6628


correio eletrônico: roberto.requiao@senador.gov.br

Fonte: http://www.ojornalista.com.br/








29 de novembro de 2011

A poeta Sirlei Passolongo lança o seu primeiro livro

A minha amiga poeta Sirlei Passolongo lançou o seu primeiro livro cujo título é:

... SE ANJO FOSSE

Pedidos e informações podem ser feitos:

Por: Depoimento Orkut

E-mail: sirleipassolongo@yahoo.com.br

Facebook

http://www.facebook.com/sirlei.passolongo

Comunidade de Frases Sirlei Passolongo

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=98391850&tid=5679625453326766817

Conto com o apoio e leitura de todos, que sempre e tanto, me incentivaram a chegar até aqui... Beijos

Sirlei Passolongo

27 de novembro de 2011

Lançamento do Primeiro Livro do Poeta Praiagrandense Fernandes Oliveira

              O poeta praiagrandense Fernandes Oliveira estará lançando o seu primeiro livro no próximo dia 17/12 (veja ilustração ao lado) cujo título é "Minhas pegadas na areia" da Editora Literata. A obra reune histórias e poemas de dezessete anos de produção literária do autor e traz ao público o pensamento e sentimento de um poeta que costuma como ele mesmo diz, "abstrair a realidade metaforizando ideias compondo aliterações de sentido e contexto diverso". Com prefácio do professor e mestre Artarxerxes Modesto é neste contexto ou na falta dele que o convido a participar do lançamento deste livro.

"Prefiro o tapa na cara, mil vezes, a receber um beijo de quem me apunhala pelas costas"(Fernandes Oliveira)

22 de novembro de 2011

Lançamento da Revista Literária Mirante - Edição 75 - Mistério







             A Revista Literária Mirante que está na sua 75ª edição será lançanda no próximo dia 25 de novembro às 20 h no AO CAFÉ que fica na Av. Siqueira Campos, n° 462 - canal 4 – Boqueirão - Santos / SP. Venha conferir a participação dos poetas cubatenses Roberto Facoro, Natan de Alencar, Gessivaldo e Marcelo Ariel. 

29 de outubro de 2011

Novo Parque Anilinas X Teatro Municipal

                A inauguração do Novo Parque Anilinas, ou da primeira fase dele, trouxe um questionamento à Câmara sobre o futuro do teatro municipal, pois além de já existir o Teatro do Kaos, no próprio Anilinas também haverá um espaço para apresentações teatrais. O Teatro Municipal que se encontra com as obras paralisadas, aguardando segundo informações, que uma ONG consiga captar recursos para finalizá-lo. Ciente que o universo teatral cubatense não possue tantos integrantes assim teríamos: o Teatro do Kaos, Parque Anilinas e não podemos esquecer do Bloco Cultural, o que ao meu ver seriam espaços mais que suficientes para atender a demanda.
                Vereadores da oposição sugeriram que as dependências do Teatro fossem anexadas ao Hospital, pois são um do lado do outro, onde funcionaria um Centro de Hemodiálise, uma das carências do Sistema de Saúde local. Mesmo tendo um conteúdo de discurso de oposição, por acontecer às vésperas da entrega do Parque Anilinas, a destinação da obra do teatro se faz necessária, pois a cidade já é vista com um verdadeiro cemitério de elefantes brancos , haja vista os edifícios Castro, o Horto e o pior deles: o próprio teatro, que custou fábulas aos cofres públicos, graças ao delírio de governantes do passado. Seja no Novo Anilinas ou no velho teatro o importante é que se continue fazendo arte em terras cubatenses, pois os governantes parecem estar mais preocupados em fazer obras faraônicas com a clara intenção de desviar o dinheiro público e salvem-se quem puder.

3 de outubro de 2011

Semana de Comunicação da UniSantos

De 3 a 8 de outubro, Campus D. Idílio José Soares (Av. Conselheiro Nébias, 300), UniSantos.

30 de setembro de 2011

PECs dos Jornalistas: pressão total será dia 5 de outubro

                A Executiva da FENAJ e a Coordenação Nacional da Campanha em Defesa do Diploma decidiram antecipar para dia 5 de outubro, próxima sexta-feira, a mobilização no Congresso Nacional, em Brasília, para pressão sobre os parlamentares pela imediata aprovação das PECs dos Jornalistas. No mesmo dia haverá ato de reinstalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Diploma. A reinstalação da Frente no dia 5 de outubro já está sendo preparada pelo gabinete da deputada Rebecca Garcia (PP/AM), autora da proposta, sob o acompanhamento da FENAJ. A entidade convocou os Sindicatos de Jornalistas a enviarem representantes para Brasília no dia de mobilização.


Atenção colegas do DF

                O Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal e da FENAJ também buscam ampliar o movimento com a participação de profissionais e estudantes de Jornalismo de Brasília.

Fonte: www.ojornalista.com.br

29 de setembro de 2011

Chamada pública para Festival CulturaDigital.Br se encerra amanhã (30/09)

               O Fórum da Cultura Digital mudou de nome e casa. Agora, se chama Festival Internacional CulturaDigital.Br e será realizado no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro entre os dias 2 e 4 de dezembro. A articulação em rede continua a ser uma das principais características do festival. Por isso, desde o dia 1º de setembro o evento está com chamada pública para que os interessados proponham atividades que articulem tecnologia e internet aos mais distintos campos sociais como arte, cultura, política, educação e ativismo. As propostas, que podem ser desde apresentação de uma pesquisa acadêmica até uma instalação performativa, podem ser formatadas em quatro categorias: troca de experiências, oficinas, encontros de redes e exibições artísticas.
               Em quase três semanas, o site http://culturadigital.org.br/ já abriga mais de 140 sugestões de várias partes do Brasil e do mundo. Os interessados ainda têm tempo para mandar suas ideias, pois a chamada pública fica aberta até a próxima sexta-feira, dia 30 de setembro. Uma curadoria especializada selecionará uma série dessas propostas para integrar a programação oficial do festival. Esta seleção considerará também o apoio recebido do público que pode votar em seus preferidos.
               Os selecionados terão seus custos de transporte (até o Rio de Janeiro e de volta à cidade de origem) e de hospedagem durante os dias do evento custeados pelo festival. Alimentação e demais despesas ficam por conta do participante. Em sua última edição, o evento que contou com a presença de personalidades como Gilberto Gil, Macaco Bong, Jamie King, John Perry Barlow, Bob Stein, Jean-Pierre Gorin e Vicent Moon, reuniu mais de 3.500 pessoas na Cinemateca Brasileira em São Paulo, além de obter extraordinária repercussão nas redes sociais. Na ocasião, a hashtag #culturadigitalbr esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter, figurando na lista dos Trending Topics em 2010. Para este ano as expectativas são ainda maiores.
                Com patrocínio da Petrobras, apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e tendo o ex-ministro de Cultura Gilberto Gil como embaixador, o festival se consolida como espaço pioneiro no Brasil de articulação e debate dos temas mais atuais do século XXI o século das redes, da informação e da produção pós-industrial

Fonte: Twitter @comunicabaixada - Escrito por Rodrigo Savazoni em 27 setembro 2011



Desliga essa motoserra

                Todas as empresas petrolíferas que receberam as cartas do Greenpeace com o pedido de moratória na exploração de gás e petróleo na região dos Abrolhos mencionaram em suas respostas que vão operar seus blocos dentro dos mais altos padrões de segurança. O Greenpeace agora está na cola dessas empresas para saber: quais são as especificações desses planos de segurança – se é que eles existem? Enquanto isso, nossa petição on-line em favor da moratória continua no ar. Assine ela aqui. Dê uma forcinha para as baleias e tantos outros animais marinhos que fazem de Abrolhos uma jóia mundial da biodiversidade, para deixá-los livres da ameaça do petróleo. E aproveite, se for possível, para dar uma força também para as nossas florestas, ameaçadas pelo trator ruralista que, no Congresso, tenta desfigurar o nosso Código Florestal.
                 O Greenpeace está nas ruas, engrossando o coro contra o texto do projeto de lei que, se aprovado, dará carta branca aos desmatadores das florestas brasileiras. Em Belo Horizonte, Recife e São Paulo, os ativistas estenderam faixas com a mensagem "Desliga essa motosserra" convidando a população para conhecer mais sobre o assunto e participar do movimento. Entre no site do Greenpeace e descubra como você pode ajudar a perpetuar a fauna marinha de Abrolhos e as florestas brasileiras. Divulgue a mobilização do Greenpeace nas suas redes sociais.


Leandra Gonçalves

Coordenadora de campanhas

Greenpeace

23 de setembro de 2011

NOITE CULTURAL ESOTÉRICA


Lançamento da Revista Literária Mirante n° 74 – “Paraíso”


Dia 23.09.11 às 20 h no AO CAFÉ

Av. Siqueira Campos, n° 462 - canal 4 – Boqueirão - Santos / SP


Programação:

Relançamento do livro “Lua Rouxinol” de Maria José Goldschmidt

Banda Sidarta

Dança do Ventre / Dança Cigana

Leitura de Tarot



7 de setembro de 2011

Juíza nega emissão de carteira de jornalista a não diplomado

                A juíza da 6ª Vara do Trabalho de Aracaju, do TRT da 20ª Região, Gilvânia Oliveira de Rezende, negou mandato de segurança proposto por André Jorge da Silva contra o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe. Na ação contra o Sindijor-SE, o requerente pedia a antecipação de tutela para que lhe fosse concedido filiação ao Sindicato e a emissão da Carteira Nacional de Jornalista. Nas alegações, André Jorge diz ser jornalista com registro no Mistério do Trabalho e Emprego desde janeiro de 2002, que atua há dez anos e que o Sindicato vinha negando seu requerimento de confecção da carteira de jornalista, em face do mesmo não ter diploma com habilitação em Jornalismo.

                Segundo a magistrada, o mandado de segurança tem previsão na Constituição Federal e tem como objetivo a "invalidação de ato de autoridade ou supressão do efeito de omissões administrativas capazes de lesar direito líquido e certo". A juíza Gilvânia Oliveira entende que a matéria em discussão "é controvertida, pelo fato de o impetrante juntar e se fazer valer de decisão judicial em que a matéria é decidida em sede de recurso extraordinário (sem efeito vinculante), com decisão inclusive conflitante nesse sentido, e não caberia a princípio estender aparente requisito de direito líquido e certo", diz. Para a magistrada, o fato da não concessão da Carteira Nacional de Jornalista a um não diplomado, mesmo que com dez anos de prática na área, "é matéria controvertida e não garante, portanto, o direito líquido e certo do requerente", assegura. "O extraordinário não pode se tornar ordinário", acentua a magistrada. "Foi uma decisão corajosa e sábia, e que respeitou o princípio de organização da categoria dos jornalistas.
                A decisão de não filiar não diplomados foi em Congresso da categoria, a instância maior de deliberação dos jornalistas. Entendemos que, enquanto a matéria não se decidir no Congresso Nacional, onde temos duas PECs sendo apreciadas e que restabelecem a obrigatoriedade de diploma específico para o exercício da nossa profissão, manteremos a decisão congressual da categoria", assegura Caroline Rejane, presidente do Sindijor-SE.

Fonte: www.ojornalista.com.br

23 de agosto de 2011

Bancada petista rejeita projeto sobre aumento de vagas do legislativo e decisão passa para o TRE

             A votação a respeito do projeto de lei de autoria da mesa da câmara que modifica o total de cadeiras do Legislativo Cubatense terminou com 7 votos a favor e 4 contrários, todos da bancada do PT, sendo que o mínimo necessário para aprovar o projeto era de 8 votos. A decisão agora fica a cargo do Tribunal Regional Eleitoral, contrariando o desejo da maioria dos presentes na sessão da câmara de hoje (23/08) que torciam para que fosse aprovada a mudança para 17 vagas, aumentando as chances dos futuros candidatos. Houve tumulto e a sessão teve que ser interrompida várias vezes e dentre os vereadores mais pressionados pelo público presente estavam Bila e Paulo Tito, mas no fim, apesar da revolta, o projeto foi rejeitado sem maiores consequências..

21 de agosto de 2011

A Segurança posta em xeque

            A morte da juíza da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo no Rio de Janeiro, Patrícia Acioli no último dia 11, deixou atordoado  todos os segmentos da sociedade, pois a magistrada estava responsável pelo julgamento de policiais acusados de matarem alegando legítima defesa. A notícia da morte da juíza causou uma sensação de abandono na população que já considerava a Segurança Pública ineficiente para combater o chamado crime organizado, pois o crime ocorreu num estado como o do Rio de Janeiro, um dos mais importantes da nação. Fica a expectativa de como irá agir o juiz que herdou as ações contras os PMs  que eram de responsabilidade  da vítima, sem contar que informações recentes mostram que houve negligência quanto a segurança de Acioli, que possuía apenas um policial fazendo a sua segurança. A grande questão que paira sobre a mente do cidadão comum é: até onde vai a violência, pois não conseguem proteger uma autoridade como uma juíza, o que dirá do restante da população¿

7 de agosto de 2011

Por uma 9 de Abril mais bela

                Sempre defendi que o projeto “Cubatão Mais Bela” deveria começar pela Avenida 9 de Abril, por ser a principal via da cidade. Passados 2 anos e 6 meses do início da nova administração resolvem começar a obra, ou parte dela, pois segundo informações ela só irá da Ponte do Arco Íris até o trecho que termina na Estação das Artes. Na minha opinião ela deveria ser reformada por inteiro, e eu acrescentaria mais um adendo, que o seu trecho que passou a ser chamado de Tancredo Neves voltasse a ser 9 de Abril, assim como a Avenida Bandeirantes que margeia a Vila dos Pescadores, que é mais antiga que a 9 de Abril, dando assim uma extensão maior a principal avenida da cidade.
                Uma Avenida 9 de Abril mais bela, e por quê não dizer mais útil, o que incluiria também um ciclovia no canteiro central quê para muitos colocaria em risco a vida dos ciclistas, principalmente os mais imprudentes. Reformar a principal via da cidade implica num verdadeiro problema para o trânsito e para quem mora no entorno da avenida, pois é inevitável ter que mudar o fluxo de veículos para outras vias paralelas causando transtornos aos moradores e até danos aos imóveis, por conta do trânsito pesado que passaria a circular por ali. Como não é uma obra que creio que não seja tão demorada, eu acredito que valha a pena suportar, em troca de uma melhoria na principal via da cidade, obra que já foi tentada antes e deu no que deu. Por uma 9 de Abril mais bela, que venham os congestionamentos!



3 de agosto de 2011

Deputado propõe seguro de vida de 545 mil para jornalistas

               A Câmara Federal analisa o Projeto de Lei 239/11, do deputado Sandes Júnior (PP-GO), que obriga as empresas jornalísticas a contratar seguro de vida, com cobertura relativa a riscos de morte e invalidez, para jornalistas profissionais transferidos para áreas de conflito. A proposta prevê apólice de, no mínimo, mil salários mínimos (atualmente, R$ 545 mil) para assegurar ajuda financeira aos familiares em caso de acidente. O texto é idêntico aos PLs 5177/05, do ex-deputado Celso Russomanno; e 6078/02, do ex-deputado Wigberto Tartuce. Aprovadas pela Comissão de Seguridade Social e Família, as propostas foram arquivadas ao final das respectivas legislaturas. Sandes Júnior argumenta que a transferência de profissionais para outros países é uma exigência no mundo globalizado. “É cada vez mais freqüente a necessidade de enviar jornalistas para outras localidades, a fim de possibilitar uma cobertura em tempo real”. Ele acrescenta que, muitas vezes, esses trabalhadores enfrentam situações de perigo e violência, no esforço por adquirir as melhores informações de maneira mais rápida.

A proposta altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT - Decreto-Lei 5.452/43).

Tramitação

               O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Em alguns Estados, como no Ceará, os jornalistas de veículos impressos e de mídia eletrônica já têm assegurado o seguro de vida em suas respectivas Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs). Em caso de acidentes de trabalho que resultarem em morte ou invalidez permanente, os empregados de jornais e revistas do Estado têm direito a um valor mínimo de R$ R$ 33.015,57. Para os jornalistas de rádio e TV, o valor mínimo do seguro é de R$ R$ 42.799,77. “O Sindjorce apoia o projeto do deputado Sandes Júnior, bem como todas as iniciativas parlamentares que objetivem a segurança dos trabalhadores no exercício da profissão e de suas famílias”, afirmou a presidente em exercício da entidade cearense, Samira de Castro.

Fonte: http://www.ojornalista.com.br/







30 de julho de 2011

Sindicato dos Jornalistas interrompe negociações com patrões

                Sem respeito, sem negociação. Esta foi a mensagem que o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo emitiu para os representantes patronais do Interior, na manhã desta quinta-feira, dia 28 de julho, durante novas rodadas de negociações. O Sindicato apresentou nova proposta para Capital e interrompeu a negociação no Interior em protesto à demissão do dirigente sindical Carlos Eduardo Luccas Castro, do Jornal de Piracicaba, ocorrida na semana passada.Durante a rodada, os diretores entregaram aos representantes dos jornais de Bauru, Jundiaí e Campinas, entre outros, carta solicitando a reintegração do dirigente ao seu posto para retomar a negociação da campanha salarial. Na última quarta-feira, 27 de julho, o Sindicato realizou manifestação pública no centro da cidade de Piracicaba para protestar contra a demissão do sindicalista.
                 Em 2011, para a campanha salarial do Interior o Sindicato criou o Plano de Mobilização com objetivo de pressionar avanços na negociação com os patrões. Diretores estão visitando as redações para falar sobre pauta de reivindicações e para apurar os problemas enfrentados no dia-a-dia dos profissionais. Até o momento, já foram visitadas as redações das cidades de Jundiaí, Piracicaba, Santos, Ribeirão Preto, Bauru e São José do Rio Preto. Os empresários do Interior ofereceram reajuste de 7% no piso salarial, o que elevaria seu valor a R$ 1.704,51 por 5 horas de trabalho e índice de reajuste de 6,5% para os demais itens.

                                                      Negociação na Capital

              O Sindicato dos Jornalistas também informou que o plebiscito realizado na categoria rejeitou a última proposta patronal de reajuste de 6,5% para os salários até R$ 10 mil e 5,5% para quem ganha acima deste valor - INPC do período de 6,44%, com o piso passando a ser de R$ 2.066,10 para jornada de 5 horas de trabalho. Na ocasião, o Sindicato aceitou todas as cláusulas sociais e reiterou a necessidade de aumento real e o fim da divisão do reajuste em duas faixas. Para o presidente do Sindicato Profissionais no Estado de São Paulo, José Augusto Camargo (Guto), o avanço está na unificação do reajuste para todas as faixas e, principalmente, na incorporação de aumento real nos salários - até então ignorado pelo patronato.
             "No ano passado, conquistamos aumento 0,5%, portanto não podemos retroceder e aceitar uma proposta sem aumento real algum. Agora, nossa luta além da manutenção de reajuste com aumento real é elevar o índice conquistado em 2010", explica o presidente do Sindicato, José Augusto Camargo (Guto). A entidade patronal ficou de analisar a reivindicação solicitada pelo Sindicato e apresentar sua resposta na próxima semana.




18 de julho de 2011

Orçamento Participativo a piada pronta

               Planejar para melhor gastar o dinheiro público essa é a idéia central do Orçamento Participativo, tendo a participação popular como o ponto alto. O comparecimento da população aos eventos para discutir onde deve ser empregado o dinheiro do orçamento do ano que vem, tem sido a grande dificuldade para os organizadores, pois para quem acompanha há algum tempo percebe-se que as figuras presentes são quase sempre as mesmas. Pra piorar os responsáveis pela elaboração da agenda acharam de marcar a reunião para um sábado à noite e o que é pior: com shows do Arraial da Prefeitura a todo vapor.
               Outro agravante que tornou o Orçamento participativo uma verdadeira piada pronta é que muitas propostas para o orçamento desse ano sugeridas em 2010, não saíram do papel. Quem se encorajou em participar das prévias acabou discutindo propostas que a atual administração já está cansada de saber, como é o caso da novela chamada UBS da Vila Nova ou PAMOs se assim desejarem. Cabe a sugestão de se criar a Conferência do Orçamento Participativo, para que a população possa cobrar o que já havia sido programado, pois do jeito que tá é uma verdadeira piada pronta e bem sem raça.

14 de julho de 2011

Júlio César cai tarde e toma gol de Caicedo

           A vitória da seleção brasileira de futebol sobre a fraca seleção equatoriana foi um ótimo resultado, pois deu a classificação ao time canarinho como primeiro do seu grupo com 5 pontos ganhos. Além do bom resultado serviu para o ataque titular desencantar e em grande estilo com 2 gols de Alexandre Pato e 2 da estrela Neymar. Se oatque foi uma maravilha, mesmo contra uma equipe limitada como a do Equador, o goleiro brasileiro deixou a desejar com falhas defensáveis que colocou em xeque a sua titulariedade. Porém a sua moral segue em alta com o técnico Mano Menezes, que também não é unanimidade no seu cargo, mas a quem foi dada a missão de renovar o selecionado brasileiro que irá representar o país na Copa do Mundo do Brasil em 2014.
            Como não estamos só nessa epopéia de provar que o futebol sulamericano é ainda um dos melhores do mundo, a anfitriã Argentina também não teve um começo fácil, amargando também dois empates contra 2 equipes teoricamente fáceis. A partir da segunda fase começa outro campeonato, como já dissera o craque Leonel Messi, e tanto brasil quanto Argentina terão dois adversários dificílimos pela frente, respectivamente Paraguai e Uruguai. Só espero que o convívio do goleiro Júlio César com o Pato e o Ganso não habitue a ficar com as penas do frango.

12 de julho de 2011

Denúncia de nepotismo provoca demissão de jornalista


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo divulgou Nota de Repúdio pela demissão do repórter de política, Ricardo Filho, da Folha Metropolitana e Metrô News, ocorrida na última quinta-feira, 7 de julho, após denuncia de nepotismo na Secretaria do Estado de Energia.
O Sindicato já enviou carta à direção do jornal solicitando a revisão da demissão do jornalista por entender que um veículo de comunicação não pode submeter sua independência editorial às "vontades ou conveniências" políticas de quem quer que seja.
Abaixo a íntegra da manifestação do Sindicato:
O livre exercício profissional e a ética jornalística
            O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo vem por meio desta, protestar contra a demissão do repórter Ricardo Filho, da Folha Metropolitana e Metrô News. O motivo, já tornado público, de que sua demissão ocorreu a pedido do deputado Carlos Roberto (PSDB) é inadmissível.
Submeter a independência editorial de um veículo de comunicação às "vontades ou conveniências" políticas de quem quer que seja é uma prática incompatível com a democracia e um atentado à liberdade de imprensa.
Em vista do exposto, manifestamos nossa solidariedade ao jornalista Ricardo Filho e solicitamos em nome do livre exercício profissional e da ética jornalística a revisão de sua demissão.
Atenciosamente,

Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo




           

7 de julho de 2011

Arena não e incinerador sim?

                A possibilidade de se construir um novo estádio para o Santos Futebol Clube em terras cubatenses tem causado muito frisson entre os que são solidários a tradicional Vila Belmiro. A falta de um local disponível com a dimensão necessária na cidade de Santos para o empreendimento tornou a área em Cubatão a melhor alternativa, devido a proximidade com a própria Santos e a capital. O curioso é quando se questiona a colocação de um incinerador para o lixo da região metropolitana, muitos apontam Cubatão como o lugar ideal, mesmo que signifique um prejuízo à população e à imagem da cidade. Então por quê Cubatão não pode se credenciar para abrigar o novo estádio do Santos Futebol Clube ? São situações como essas que fica nítido que falta muito para que a Baixada se torne realmente uma região metropolitana, e que muitos só querem saber de prejudicar Cubatão e como diria o velho ditado: pimenta no dos outros é refresco.

29 de junho de 2011

Presidente do Santos Futebol Clube faz visita de cortesia à Câmara

             O presidente do Santos Futebol Clube Luís Álvaro esteve ontem na Câmara de Cubatão durante a sessão e foi bastante cumprimentado. A presença do presidente santista após a grande conquista do time, que foi a Copa Libertadores da América, fez com que o presidente da Câmara, Donizete Tavares, corintiano assumido, interrompesse a sessão por 5 minutos para que os vereadores pudessem falar com o ilustre visitante. Luís Álvaro depois de tirar fotos ao lado de torcedores foi cumprimentado por todos os vereadores, mas o principal alvo das brincadeiras do público que assistia à sessão era o fanático torcedor corintiano, o vereador Dinho, que disse risonhamente ao ilustre visitante: “Eu quero parabenizá-lo, mas não ao Santos”.

27 de junho de 2011

Time que tá ganhando não se mexe


                 Ainda em ritmo de conquista da Libertadores, os santistas já voltam suas atenções para o mundial interclubes, deixando um pouco de lado até a disputa do brasileiro, devido aos desfalques por força da convocação da seleção brasileira, não podendo assim contar com o time titular. A preocupação com o mundial interclubes colocará frente a frente o time de Neymar contra o Barcelona de Leonel Messi, numa espécie de Brasil X Argentina particular, o eu é um prato cheio para a mídia. Os dirigentes santistas já começam a pensar em reforços para derrotar o time catalão, mas devagar com o andor, pois há um episódio na história do futebol que serve de alerta para toda a nação santista: o Cruzeiro de Paulo Autuori campeão da Libertadores de 1997 e derrotado no mundial interclubes. Naquele ano o time do Cruzeiro que ganhou a Libertadores foi modificado para encarar o Borussia Dortmund da Alemanha na disputa do mundial, chegaram jogadores como Bebeto, Donizete Pantera..., e o final da história todos já sabem: Cuzeiro 0 x 2 Borussia. Ninguém pode garantir que o Cruzeiro mesmo com a equipe original que levantou o título da Libertadores venceria o Borussia, mas existe uma verdade no futebol que um time entrosado pode vencer um time de estrelas recém-formado.
               O Santos Campeão da Libertadores é uma equipe que comparada ao Barcelona não seria considerada favorita, mesmo que o principal problema do time que é a falta de pontaria do agora jogador do Genova da Itália, Zé Eduardo ou Zé Love tenha sido solucionado com a vinda de Borges. Acredito que fora isso e mais alguns reforços, já seriam suficientes para um Santos forte para enfrentar o Barcelona, porque o time espanhol tem como grande trunfo, não só o segundo melhor jogador do mundo na atualidade, mas um entrosamento de fazer inveja, capaz de golear o poderoso Real Madrid de José Mourinho. A fórmula para tentar vencer o Barcelona é a do próprio time espanhol, que é manter a base, coisa que o time da Vila Belmiro tem feito nos últimos tempos e não fazer como o Cruzeiro no passado.

12 de junho de 2011

Dois anos da derrubada do diploma de jornalista: nada a comemorar

 

                No próximo dia 15 de junho (quarta-feira), representantes dos Sindicatos dos Jornalistas no Brasil participam, em Brasília, do ato nacional pela aprovação imediata das PECs do Diploma - que tramitam na Câmara e no Senado. A atividade é organizada pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), com o objetivo marcar os dois anos da derrubada do diploma pelo Supremo Tribunal Federal.
                O fim do diploma de Jornalismo, obtido através do lobby dos empresários de Comunicação junto ao ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, tem apresentado resultados nefastos para a categoria. Na prática, a equivocada decisão concedeu aos donos dos veículos de comunicação o direito de decidir quem pode e quem não pode ser jornalista no Brasil. Acabando com a meritocracia e instituindo de vez o apadrinhamento e o compadrio. Aumentando o controle e diminuindo o salário do profissional de comunicação.
               Sem diploma específico, os jornalistas passaram a enfrentar um mercado de trabalho ainda mais precarizado, com concessão de registros profissionais indiscriminados pelo Ministério do Trabalho, aviltando as condições de trabalho e salário da categoria. Só quem perde é o cidadão, com a queda na independência e qualidade das informações que recebe através dos diferentes veículos.
Vergonha paulista
               Na última caravana, realizada no 1º de junho (data de comemoração do Dia da Imprensa), que também reuniu representantes do Sindicato dos Jornalistas de vários estados para fazer o corpo-a-corpo com parlamentares, a delegação paulista entrou em contato os três senadores eleitos por São Paulo. Eduardo Suplicy (PT) foi o único que disse ser a favor a aprovação da PEC. Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) declarou posição contrária e Marta Suplicy (PT) estava indecisa.
              "É fundamental que todos os jornalistas pressionem os senadores em quem eles votaram. É necessário concentrar nossos esforços para que a decisão da queda do diploma pelo STF seja revertida, em especial neste período em que se completam dois anos de um dos maiores ataques à profissão e ao jornalismo," salienta o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, José Augusto Camargo (Guto).
                O Sindicato orienta que os jornalistas enviem e-mails aos senadores paulistas, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB/SP)( aloysionunes.ferreira@senador.gov.br)- que declarou voto contrário e Marta Suplicy (PT/SP) ( martasuplicy@senadora.gov.br) que ainda não manifestou posição, para que  apoiem a PEC do diploma, tornando obrigatório possuí-lo para o exercício da profissão. O terceiro senador de São Paulo, Eduardo Suplicy (PT/SP), já declarou voto favorárel.
Fonte: WWW.ojornlaista.com.br

8 de junho de 2011

Airton Sena, Michael Jackson e Ronaldo...fenômenos que deixam saudades

              Ronaldo dá adeus pela segunda vez esse ano, agora pela seleção brasileira, pela qual participou de três Copas do Mundo, sendo que na de 1994 não chegou a atuar. Na de 1998 foi a da polêmica da convulsão antes da final contra a França e a de 2002 foi a que consagrou o craque jogando ao lado de Rivaldo. Gols muitos gols e um talento precoce seguido de contusões fizeram de Ronaldo Nazário um fenômeno de superação. A sua vontade de jogar futebol e todas as alegrias que o eterno camisa 9 e maior artilheiro na história das copas proporcionou, nos faz lembrar de outro ídolo brasileiro, Airton Sena, que assim como o fenômeno foi ao limite na prática do esporte que escolheu como profissão. Na prática da arte de jogar futebol poderíamos dizer que foi quase um Michael Jackson. Valeu fenômeno!

28 de maio de 2011

O tume lá da cá da política


                 As eleições estão chegando e as obras começam a florescer e na cabeça do eleitor um velho ponto de interrogação: essas obras não poderiam ter sido iniciadas antes¿ Se formos nos basear na teoria do copo com água pela metade, onde alguns enxergam que ele esteja meio vazio e outros meio cheio, eu prefiro vê-lo como meio cheio, pois as promessas de obras são durante todo o mandato e não precisamente tenha que ser no início ou no meio. Se fossem feitas e entregues no segundo semestre de 2012 também estaria valendo, por ainda estar no prazo. Mesmo com uma visão otimista das coisas chego a conclusão que o Governo Márcia Rosa está sendo melhor que o anterior, mas ainda não é o ideal para Cubatão. A grande vantagem de termos a petista no comando é a de resgatar a autoestima do cubatense por termos uma pessoa da cidade no comando e deixarmos de ser a piada da região.
                 Ao se referir ao governo Márcia Rosa quero falar dos quadros do partido e do 2º e 3º escalões, onde encontramos gente competente e outros nem tanto assim, mas que por força de apoio político tiveram que ser aceitos. No decorrer do mandato muitos foram substituídos e as razões não ficaram bem claras, mas até aí em relação ao governo Clermont, onde peças importantes do governo faziam e aconteciam e não eram punidas, as trocas de secretários são um ponto positivo da atual gestão.
                  As críticas mais ferrenhas à atual administração vêm por parte de pessoas que consideram que a Administração Municipal deveria abrir os cofres para o empresário local em detrimento de outros, tudo em nome da empregabilidade da mão de obra local, o que seria uma porta escancarada para a corrupção, pois como imaginar que qualquer administração faria isso sem querer nada em troca. São pensamentos como esse que fizeram nascer verdadeiros monopólios em Cubatão como Terracom, A Tribuna e algumas empresas de segurança que prestam serviço à Prefeitura. Devemos seguir a Constituição e a Lei Orgânica, pois na política atual não há como fugir do velho tume lá da cá.         

14 de maio de 2011

Greenpeace de olho no Congresso

              Nesta semana, o Código Florestal foi salvo por pouco. Após uma longa e confusa discussão no Congresso, o governo decidiu intervir e impediu na última hora a votação de um projeto de lei, escrito pelo deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), que desfigura a legislação ambiental a fim de promover mais desmatamento e perdoar os crimes do passado.O governo, que negociava com Aldo um texto de reforma da lei, se sentiu traído porque o deputado apresentou para votação um projeto que não era o combinado. A proposta do governo, que já era muito ruim, ficou ainda pior: anistia irrestrita a quem desmatou antes, contra a lei, e um liberou geral para quem quiser derrubar e queimar a floresta no futuro. Com isso, o som da motosserra que roncava na Câmara foi abafada pela traição. Mas o perigo ainda não acabou. O projeto de lei continua em trâmite e a pressão dos ruralistas é alta. Sua participação neste processo continua fundamental: peça à presidente Dilma agora, via , que desligue a motosserra de vez. Afinal, ela prometeu na campanha que não permitiria maldades desse tipo no Código Florestal e se comprometeu a reduzir o desmatamento no país, como forma de controle do aquecimento global. E fique de olho na atuação dos deputados em nosso site e nas redes sociais.

Abraços,

Marcio Astrini
Coordenador da campanha do Código Florestal
Greenpeace Brasil

Fonte: http://www.greenpeace.org.br/

12 de abril de 2011

Quando a violência vai à escola

               O massacre de Realengo nos leva a refletir sobre a subida dos índices de violência no país, que demonstra que ela está mais perto do que se imagina. As várias mortes que tem ocorrido na nossa região, só reforçam essa observação e com ela vem o medo da população de andar nas ruas em horários de pouco movimento. Apesar de que a violência tá tão escancarada que já não existe horário para ela ocorrer, pois antes o período noturno era tido como propício para a ação da criminalidade, e hoje nos deparamos com cadáveres em plena luz do dia.
                A motivação dos assassinatos de Realengo comparada aos assassinatos que ocorreram na região é distinta, mas ambas causam um mal imensurável à sociedade. A ironia da tragédia de Realengo é que há anos ouvimos dizer que a educação é o caminho para frear a violência, que abrindo uma escola você fecha uma prisão – a tragédia aconteceu nas dependências de uma escola causada por um ex-aluno vítima de bullying, o termo da moda. Continuo acreditando que as escolas são espaços ideais de socialização, mas que é necessário repensá-las dando uma atenção diferenciada aos alunos que não possuam uma boa base familiar, que é a verdadeira escola do nosso cotidiano.




10 de abril de 2011

SIP entrega documento contra obrigatoriedade do diploma para jornalista

              A SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa), entidade que reúne donos de 1.300 jornais das Américas, irá pedir ao Congresso brasileiro que não aprove a lei que torna obrigatório o diploma de jornalista para o exercício da profissão, informou a Folha de S.Paulo. O pedido está em um documento sobre liberdade de imprensa no Brasil, aprovado ontem, sábado (9), durante encontro do grupo que aconteceu em San Diego, na Califórnia nos EUA. A entidade patronal aproveitou para criticar o ex-presidente Lula, no trato com a mídia. A presidente Dilma foi elogiada. A SIP é uma organização sem fins lucrativos, da qual a Folha de S.Paulo e outros jornais brasileiros fazem parte.


Fonte: http://www.ojornalista.com.br/



Salários estratosféricos

            O aumento dos vencimentos dos vereadores cubatenses que forem eleitos na eleição de 2012 aprovado na sessão da Câmara do dia 29-03, que eleva o salário de cada parlamentar para R$ 10.000,00 (dez mil reais) pode ter dado início a maior corrida em busca de uma das vagas para o legislativo cubatense. O número de candidatos com certeza será recorde na história do pleito, e não importa se o candidato está preparado para exercer a função que é de vital importância para os rumos da cidade. A busca por candidatos bons de voto em prejuízo a candidatos mais preparados fazem com que os partidos estejam de portas abertas para todos.
            Outra consequência que mancha mais ainda a imagem dos parlamentares, seja ele vereador, deputado ou senador, é o fato dos salários dos trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos sofrerem aumentos insignificantes em comparação aos dos edis, ou seja, pimenta nos olhos dos outros pode.