31 de julho de 2010

Celso Schröder é eleito presidente da Fenaj


                A chapa 1, 'Virar o jogo: em defesa do Jornalismo e do Jornalista', venceu as eleições da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). O gaúcho Celso Schröder que encabeçou a chapa será o novo presidente da entidade. A posse da nova direção da Federação ocorrerá durante o 34° Congresso Nacional dos Jornalistas, que será sediado em Porto Alegre (RS), entre os dias 18 e 22 de agosto.
                Foram mais de 2.900 votos (68%) para a chapa 1 e menos de 1.40 (32%) para a chapa 2 de oposição. O presidente eleito informou que a sua gestão será focada na luta pela retomada da obrigatoriedade do diploma, para o exercício da profissão. Além da luta por um piso nacional para a categoria.

Fonte: Site – O Jornalista (http://www.ojornalista.com.br/)

25 de julho de 2010

Essa liberdade que há tempos eu não tinha

               
              O que eu vou fazer com essa tal liberdade? A frase da letra da música que foi sucesso da Banda Só pra Contrariar poderia servir de exemplo pra entender certas atitudes que observamos na sociedade atual, principalmente vindas da nossa juventude. O fato mais recente ocorreu com o filho da atriz Cissa Guimarães, Rafael Mascarenhas, que foi morto ao ser atropelado por um veículo que estaria participando de um racha, quando andava de skate num túnel que estava interditado. A princípio ambos tinham o mesmo objetivo, tanto o motorista, Rafael Bussamra de 25 anos (que negou estar participando de um racha), quanto o skatista, que era o de se divertir, mas os dois também estavam infringindo a lei: o motorista e o jovem skatista que invadiu um local interditado. Porém se compararmos a gravidade das duas infrações se ficar comprovado que o motorista participava de um racha, chegaremos à conclusão que a do condutor do veículo é muito mais grave, pois além de pôr em risco a sua própria vida também põe a de terceiros, o que findou com a morte do skatista.
                A juventude de hoje, assim como a de outrora, busca a sua identidade própria e tentam usar a liberdade que as gerações que lutaram e morreram para conquistá-la durante os anos de chumbo, do jeito que lhes convêm. Nesse episódio que vitimou o jovem de apenas 18 anos nos faz recordar a imagem do filme “Juventude Transviada” com James Dean no papel principal, onde aparece o ator que também morreu muito jovem, participando de um racha. Situações que nos leva a refletir sobre até onde vai essa tal liberdade. Será que anos e anos de regime militar nos deixaram tão carentes dela que ainda estamos aprendendo a usá-la?

24 de julho de 2010

Passeio Ciclístico Nossa Senhora da Lapa


                A 2ª Edição do passeio será realizada em 15/08 (Domingo) ás 19h com concentração em frente à Igreja Matriz. Participem desta grande festa em honra à padroeira da cidade.


Apoio: Central Bike.

19 de julho de 2010

Clermont é o 7º mais rico dos candidatos da Baixada

                O ex-prefeito de Cubatão Clermont Silveira Castor do PP é o sétimo colocado entre os 10 candidatos a deputado mais ricos da Baixada Santista, com um total de bens estimulado em R$ 1.214.744,15 (um milhão e duzentos e catorze mil e setecentos e quarenta e quatro reais e quinze centavos), segundo declaração de bens encaminhadas pelos próprios candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral. Acima dele se encontram os seguintes políticos: 1º Alberto Mourão do PSDB de Praia Grande com R$ 17,838.238,04, 2º Beto Mansur do PP de Santos com R$ 16.229.185,27, 3º Nelson Fernandes do PSC de Guarujá com 2.759.693,41, 4º Braz do PPS de Santos com R$ 2.186.447,60, 5º Vicente Cascione do DEM de Santos com R$ 1.554.682,18, 6º Alexandre Cunha do PMDB de Praia Grande com 1.250.709,04, 7º Clermont Silveira Castor do PP de Cubatão com R$ 1.214.744,15, 8º Regina Mariano do PMDB de Guarujá com 1.080.919,22, 9º Carlinhos Saraiva do PTB de Guarujá com R$ 911.177,11 e em 10º Paulo Alexandre Barbosa do PSDB de Santos com R$ 888.119,29. Para saber sobre outros candidatos acessem o site do Tribunal Superior Eleitoral (www.tse.jus.br) .

17 de julho de 2010

NACAC busca voluntários para área da Saúde

             O Núcleo de Amparo a Crianças e Adultos com Câncer - NACAC com sede na Avenida Pinheiro Machado , 980 no Bairro do José Menino em Santos está recrutando voluntários para atuar na área da Saúde nos ramos de fonoaudiologia, psicologia e fisioterapia. Os interessados devem entrar em contato com a instituição e conversar com o responsável pela admissão dos voluntários. Para conhecer melhor o trabalho da NACAC assista aos vídeos informativos, no próprio site (http://www.nacac.org.br/).

- Quem é: O Nacac é uma entidade sem fins lucrativos que atende crianças, adolescentes e adultos em tratamento de câncer através do serviço de assistência social em toda Baixada Santista.

- Missão: Atender portadores de câncer sem condições financeiras para manter as necessidades diversas do tratamento de saúde, contribuindo para proporcionar melhoria na qualidade de vida e equilíbrio psicossocial e buscar suprir as dificuldades dos cuidadores do paciente e sua família, dentro das condições financeiras da entidade.

- Voluntários: O Nacac está disponibilizando vagas para os seguintes voluntários: Psicólogo, Fonoaudiólogo e Fisioterapeuta. Os interessados em colaborar voluntariamente com a instituição e seus assistidos, podem entrar em contato pelo telefone (13) 3877-3751 (tratar com Elaine Silva) ou pelo e-mail atendimento@nacac.org.br.

NACAC - Núcleo de Amparo a Crianças e Adultos com Câncer

Endereço: Av. Senador Pinheiro Machado, 980 - José Menino - Santos/ SP
Telefone: (13) 3877-3751/ 3513-9400
Site: www.nacac.org.br
E-mail: nacac@nacac.org.br

Fonte: Claudia Regina (claure3@uol.com.br)

3 de julho de 2010

Obra de Schmidt é discutida na OAB

             A mesa redonda sobre a obra de Afonso Schmidt realizada na noite do último dia 01/07 na sede da subsecção de Cubatão da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB foi uma verdadeira viagem ao passado, através de histórias pitorescas contadas pelos componentes da mesa e por ilustres convidados. O evento fez parte da 35ª Semana Afonso Schmidt que foi criada em 1972 pelo ex-prefeito Zadir Castelo Branco, mas que só foi oficializada em 1975, segundo Dojival Vieira, um dos presentes. Comporam a mesa o advogado e ex-presidente da subsecção de Cubatão da OAB, Manoel Herzog, o artista polivalente, Cícero Gilmar Mendes, o jornalista da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Cubatão, Alessandro Atanes e o ator e poeta, Natan Alencar. Foi convidado a compor a mesa o professor de História da Ong Educafro, Luís, que entre uma fala e outra declamou poemas de Schmidt: “Eu sempre digo que não faço declamação e sim reclamação”, conta o educador. A ausência sentida foi do escritor cubatense, Marcelo Ariel, que constava na relação dos componentes da mesa.
              Herzog deu início aos trabalhos fazendo um comentário sobre o contraste entre a riqueza e a falta de melhorias na cidade: “Só não consigo entender como uma cidade com o orçamento que tem, que só o da Saúde é maior que o de São Vicente, não tem uma faculdade municipal, uma escola de tempo integral”. A platéia que no início tinha um Número pequeno para um evento desse porte foi aumentando aos poucos, com a chegada de um grupo de poetas de Santos. Pessoas ilustres e influentes da cultura cubatense também estavam presentes como o jornalista, poeta e ex-vereador, Dojival Vieira que também é advogado, o diretor de teatro e atual presidente do Conselho de Cultura, Ivan da Conceição, o escritor e chefe da Biblioteca Central, Welington Ribeiro Borges e o poeta e advogado, Marcelo Portuária.
            Dojival Vieira que teve uma participação destacada no encontro, mesmo estando como espectador, comparou Schmidt ao maior escritor brasileiro: “Ele me lembra em muito a Machado de Assis”. Vieira que é citado no livro “Afonso Schmidt – Escritor da Alma Brasileira” de autoria de Francisco Rodrigues Torres e Welington Ribeiro Borges foi o vencedor do primeiro e único “Prêmio Nacional Afonso Schmidt de Redação” e fez um apelo: “Eu queria aproveitar esse encontro para pedir que retornem o Prêmio Nacional Afonso Schmidt”. O escritor lembrou que além do prêmio em dinheiro estava prevista a publicação de um livro, fato que jamais ocorreu e ouviu palavras de incentivo do poeta Natan Alencar: “Seria uma questão de honra lutar pela publicação dessa obra”. Para finalizar Dojival Vieira e Marcelo Portuária recitaram poemas que arrancaram aplausos do público presente. O presidente da casa, o advogado André Simões Louro, se despediu de todos e disse que a entidade estará sempre de portas abertas para a comunidade.

Ilustração: AndreHQ Quadrinhos.