29 de junho de 2013

Cubatão vai pra rua

                As manifestações contra o aumento da tarifa do transporte público que teve início na capital e ecoou por todo o território nacional de várias maneiras, através de mensagens criativas escritas nos cartazes ou pelo vandalismo de alguns que se aproveitaram das manifestações até para saquearem. O que começou como um protesto pelo aumento de tarifa se tornou uma verdadeira cruzada contra a corrupção na política brasileira. Cubatão pela sua importância na economia do país também não poderia ficar de fora dessas manifestações, e entre as cidades da Baixada Santista foi a que mais atraiu a atenção da mídia devido à manifestação impedir o trânsito entre capital e Porto de Santos, por causa da sua localização e também por ter sido uma das manifestações mais violentas ao lado da vizinha São Vicente.
               A violência dos protestos também é fruto da insatisfação com os rumos que a cidade tem tomado através da Administração do Partido dos Trabalhadores na figura da sua prefeita Márcia Rosa, que entre tantos desmandos ameaçou suspender os ônibus de estudantes, os chamados fretados, devido a crise financeira causada pela má gestão petista, o que uniu a população em torno da busca pelos seus direitos sendo puxados pelos estudantes e não podemos esquecer da histórica insatisfação do funcionalismo público. A Administração cubatense à exemplo das outras cidades já acenou para a redução do valor da tarifa que hoje é de R$ 3,10 para R$ 2,85 faltando apenas ser feito o decreto e publicá-lo, mas muito água ainda há de passar por baixo da ponte, e a Geração Passe Livre, os novos caras pintadas prometem uma faxina geral na política do país é só aguardar pra ver e ir pra rua apoiar.

Um comentário: